Simbologia pouco Secreta

Resultado de imagem para simbologia pouco secreta

A grande força da Maçonaria sempre esteve no fato de ser uma sociedade secreta. Embora não se possa falar, rigorosamente, em sociedade secreta quando o seu endereço está nas listas telefônicas, ela deve se primar, pelo menos, pela discrição. Tal fato, no entanto, não se dá. Hoje, os símbolos maçônicos já estão de tal forma vulgarizados que somente o fato do maçom ter uma necessidade premente de se declarar como tal perante à sociedade é que justifica o seu uso.

A Maçonaria têm formas de identificação para os maçons. Essas formas que nós maçons bem sabemos quais são, já não se justificam, exceto em raras ocasiões. Os símbolos maçons estão nos pára-brisas dos carros, estão na lapela do paletó ou da camisa, na caneta, no anel, no cordão, em toda parte e das mais variadas formas. Até mesmo a tradicional identificação através da assinatura, já está por demais vulgarizada. Tão logo você coloca três pontinhos na assinatura, alguém lhe pergunta se você é maçom. Como dizer que não o é, se você é um bazar ambulante com todos os símbolos maçônicos.

Os maçons do passado, aqueles que introduziram tais coisas na Maçonaria, sabiam o que estavam fazendo, mas hoje, tudo isso vulgarizou e é utilizado porque o maçom tem uma necessidade premente de ostentar a sua condição de maçom, não para os maçons, como deveria, mas para os profanos, para a sociedade. Numa cidade do interior, todos sabem quem é maçom e quem não é. Mas não deveria ser assim. É preciso que o Maçom saiba que se deseja status social, o local não é a Maçonaria; o trabalho maçom tem que primar pela discrição e não pela ostentação.

É fácil notar que muitas lojas têm uma grande preocupação em sair no noticiário, dizer que a Loja fez e aconteceu em tal evento. Isso, no meu modesto entender, revela um total desconhecimento dos objetivos da Maçonaria e, o que é pior, revela também o desconhecimento do maçom sobre o seu papel. Digamos que o maçom esteja precisando dos préstimos de outro maçom, mas se esse atende, logo surgirá a contestação daqueles que foram preteridos que irão gritar aos quatro ventos que aquilo se deu porque ambos são maçons. Então, até por uma questão de bom senso, o maçom não poderá atendê-lo. E se ele não o atende, esse ficará contrariado e decepcionado.

Portanto, essa vulgarização ou profanidade da Ordem está abortando seus princípios e tornando-a inoperante. É preciso que nos conscientizemos disso e passemos a abolir a ostentação dos símbolos maçônicos, nós temos que nos identificar é para os nossos irmãos, mas hoje em dia nos identificamos muito mais para os profanos.

Autor: Antônio Amâncio de Oliveira

Sobre Luiz Marcelo Viegas

Mestre Maçom da ARLS Pioneiros de Ibirité, nº 273, jurisdicionada à GLMMG. Membro da Escola Maçônica Mestre Antônio Augusto Alves D'Almeida - GLMMG e da Academia Mineira Maçônica de Letras. Contato: opontodentrodocirculo@gmail.com
Esse post foi publicado em Simbolismo e Símbolos e marcado . Guardar link permanente.

20 respostas para Simbologia pouco Secreta

  1. Deolindo Benedito Pereira, MM disse:

    Parabéns Irmão Antonio Amâncio de Oliveira pela oportuna e lúcida reflexão.

    Curtir

  2. RUBENS EDUARDO disse:

    Infelizmente, a grande maioria dos homens entram na maçonaria, mas a moçonaria ou espirito maçonico não entra neles.

    Curtir

  3. Fabio Herbert disse:

    Meu irmão respeito o seu ponto de vista, mas creio que esta falando de forma que todos que tem um simbolo em seu veiculo, esta querendo aparecer .
    Eu sou maçom e sou policial tambem durante um patrulhamento vi um carro com o nosso simbolo ao parar do lado dialoguei com o suposto maçom e descobri que não se tratava de maçom resolvi abordar o veiculo e indentifica o motorista e pedi a carteira maçonica dele .
    Para minha surpresa o veiculo não era dele ele nao sabia o nome do dono do veiculo e eu havia acabado de prender um ladrão de veiculo graças ao simbolo que eu vi da ordem.
    Então não vejo com esta forma e sim com uma forma de maçom que ver maçom fica mais facil de se comunicar.
    TFA
    FABIO HERBERT FONSECA MESTRE MAÇOM GRAU 30.

    Curtir

    • Muito bom Meu Irmão Policial, se não fosse pelo símbolo Macônico. Talvez não teria prendido o meliante e o carro. Não soube explicar de quem era o carro. Então tinha maracutaia. Tenho Símbolo no meu carro. ( 02), um na frente e um atrás. Agora quero mandar fazer um bem grande e colocar na porta de casa. para quem conhece. Vai saber que ali mora, um HOMEM J.´. P.´.. E também, quando alguma Religião é contra. e Conhece o Símbolo. Já vê o Símbolo e volta para trás. Não sei porquê, ser contra à Maçonaria. Pois os Maçons acredita, no Grande Arquiteto do Universo. Aceita qualquer um em sua Oficina, desde que Acredite em DEUS. Então, para que esta discriminação. Bobagem.Meu Irmão Policial à você, e à todos seus familiares, um T.´.F.´.A.´.

      Curtir

  4. Amigos, nossa primeira Constituição em 1824, arquitetada pela Maçonaria, deu-nos o Direito à livre opinião.

    Afirmo como editor de conteúdos do Diário Maçônico, que nossa Ordem como bem sabem, enaltece o progressismo e evolucionismo.

    Foi secreta porque à época Inquisitorial, era para proteger a própria vida dos maçons perseguidos por todos que foram habilmente doutrinados pela igreja para nos detratar, e falado por mais de 3 Séculos, tornou-se ‘verdade’. Como afirmei, é evolucionista e assim, não precisa mais se trancafiar em cavernas mas sim, mostrar-se à moderna Sociedade, como uma Instituição honrada e séria, podendo o obreiro identificar-se até mesmo com bótons, pingentes,adesivos e até mesmo ao mais ousados, tatuagens.

    Nada há de errado em aparecer aos profanos. Nada há de errado em esconder-se dos profanos, pois as condutas são individuais.

    Lembram-se que para serem aceitos, tem de ser Homens Livres e de Bons Costumes? Então… são Livres no arbítrio próprio para assim se mostrarem não por exibicionismo mas quem sabe talvez, por orgulho em pertencer ao quadro da Ordem. Ao invés de nos preocupar com assuntos diminutos, deveríamos sim, nos perguntar: “o que tenho feito por minha Ordem, por meu Irmão, por minha Sociedade que vale a pena ser Maçom???!!!”

    Tenho dito!

    Curtir

  5. Paulo Mariz disse:

    Belo trabalho meu Irmão Antônio Amâncio, vivemos em uma sociedade (profana) voltada para o espetáculo e egos exaltados. Outro dia vi uma frase que me marcou, “A Maçonaria é perfeita, às imperfeições usam ternos e/ou balandrau”. Estas “imperfeições” são oriundas do mundo profano e ainda mantem fortes laços com aquele mundo. Outro dia deslocava com minha moto quando fui “fechado” por um carro que saia de um estacionamento e vinha a minha direita. O condutor ainda saiu com o dedo em riste para mim. Para minha surpresa seu carro ostentava o nosso conhecido adesivo. Mais a frente na via, quando o semáforo ficou vermelho, fiquei lado a lado com o dito Irmão, falei maçonicamente com ele e pedi desculpa se atrapalhei ele em seu deslocamento, o dito, não soube onde enfiar a cara larga dele. Ostentar um título é fácil, difícil é introjetar um conhecimento.

    Curtir

  6. Jader Pimentel disse:

    Parabéns, Irmão Antônio Amâncio de Oliveira, pelo texto bem elaborado. A abordagem do texto é muito boa e me fez refletir sobre o fato. Não nego que já tive adesivos nos meus carros, nas minhas motos, que tenho alguns acessórios que uso de vez em qdo, que têm símbolos maçônicos. Hoje meus conceitos mudaram muito, pelo fato de hoje, compactuar Ipsis Litteris com o que você afirmou. Entendo que, no caso do Irmão policial, Fábio Herbert, que prendeu o ladrão, a identificação maçônica do adesivo ajudou, mas creio que é uma exceção à regra.
    Acho que a maçonaria deve sim voltar a se resguardar da publicidade. Lembremo-nos que “…os tribunais da Inquisição apenas adormecem…”
    Temo que, em breve, tenhamos q voltar à discreção…pq a maçonaria finalmente acordou em nosso país para lutar contra a tirania.

    TFA

    Jader Pimentel

    Curtir

  7. José Luiz França disse:

    O Maçom o é, não pelo que fala ou pelo que escreve, mas pelo que pratica. Parabenizo o irmão policial que coloca no seu trabalho a filosofia da Ordem.
    Com todo respeito aos queridos irmãos que irão discordar, não vejo este canal como sendo o mais apropriado, e muito menos discreto, para dar opiniões e emitir conceitos que no minimo só representam uma opinião própria sobre procedimentos de uma parte ínfima da família maçônica. Para isso existem os canais fechados.
    Embora não os use, não sei quanto devemos ficar contrariados com os que não se contem em mostrar, com certo orgulho, o Esquadro e o Compasso, afinal só os maçons os reconhecerão.
    Das vaidades que devemos combater, não sabemos qual é a maior se as dos adesivos ou os cargos e comendas que são descritos, após algumas assinaturas, que mais parecem um currículo.
    Felizmente só dez por cento de tudo está errado; nas organizações, nas religiões, nos governos, e tudo por culpa dos homens, do ser humano enfim.
    Precisamos nos preocupar em qual dez por cento nos enquadramos, e desbastar-nos.
    E isso é trabalho para a vida toda, não dá para modificar os outros.

    França
    Loja Luciano Lacombe
    São Paulo – SP

    Curtir

  8. Ricardo Camargo Leite disse:

    a verdade é uma só……..a maçonaria está perdendo sua essência…….

    Curtir

  9. Silvio Caiuby disse:

    Se a maçonaria deve ser secreta como dizem alguns IIr.’., o que foram fazer no Senado todos nossos IIr.’. em busca de um país mais justo e perfeito?
    Mais explícito que esse acontecimento não existe, ainda mais, expondo e convocando todos os políticos IIr.’. do senado para descerem e se juntar aos demais IIr.’. através da mídia e televisão canais de comunicação, isso lembrando que já mudamos várias vezes a política do nosso Brasil.
    Nossa ordem já foi até tema de escola de samba em nosso carnaval, onde se contava a história do Brasil, então pensemos, acreditam que não tem profanos estudando sobre nós? O segredo jamais será revelado, mas estamos sendo vigiados.
    Hoje acredito que nossa Ordem seja mais discreta que secreta e concordo com o IIr.’. Herbert e Amancio, mas nos dias em que vivemos e da forma, se faz necessário termos nossos reconhecimentos, pois não sabemos quem está ao nosso lado e nos identificando, ou melhor, nos reconhecendo, nos sentimos mais protegidos.

    Deixo meu ponto de vista é um Tfa.’. a todos os demais IIr.’.

    Tenho dito!!!!

    Curtir

  10. Meus irmãos, eu respeito a opinião de todos e sei que este tema tem os seus prós e contras. Assim como temos o relato do Ir.: policial que prendeu um infrator porque o veiculo ostentava um símbolo maçom, também os casos onde os simbolos atraem contra nós a ira dos nossos opositores. Eu tbem já fui beneficiado pelo símbolo maçom. Certa vez eu estava na rodovia com um carro em petição de miséria (a época não era das mais felizes) e como se não bastasse, eu estava sem carteira. Esbarrei com uma blitz da nossa Policiia Militar rodoviária. Depois que o cabo circulou o carro, ele me disse: olha a situação não é das melhores mas eu ví um símbolo no seu carro que tem um grande valor para o meu pai, pode seguir! Enquanto as pessoas sabiam que éramos maçons mas nos respeitavam e alguns até nos admiravam, as coisas seguiam bem. Mas os tempos são outros…veja o caso daquele irmão em Uberaba que saiu para a cidade e esqueceu que estava com um bezerro morto que ele iria jogar numa vala e estava amarrado à camionete. Foi o quanto bastou para ser filmado, fotografado e identificado porque ostentava um simbolo maçom. Depois da humilhação e o seu nome com o seu carro está eternamente gravado na internet, onde tbem publicaram seus dados pessoais e até rendimentos dele e do filho (que nada tinha com a história), a história passa a ser contada como se o bezerro estivesse vivo. Portanto, hoje as coisas mudaram bastante.

    Curtir

    • Se o carro está com um Símbolo Maçônico, teria que parar o veículo, e identificar o motorista, Se for maçom, Cadeia em dobro. Se não for, ver de quem é o carro, e dar uma bronca ao dono, se for Maçom. E ainda pagar, o que é de Direito, na Forma da LEI. Maçom, têm que dar exemplo, pois prezamos por nossa honestidade. É claro que nem tudo é perfeito, mas os imperfeitos, queremos fora da Maçonaria. Queremos em nossos Quadros Homens J.´. P.´.. Senão FOOOORRRRAAAA.

      Curtir

  11. Efraim disse:

    Manos, recomendo a leitura de um texto, “O fim do Poder”. Se até o judaísmo está enfrentando uma crise, e acredito que é uma das religiões das mais coerentes do mundo, que dirá nossa ordem, com a mania já ultrapassada de centralidade de poder. Ser maçon vai muito além de anéis e pinduricalhos. Um acha que deve se ocultar. Outro, tem orgulho de pertencer e mostra. Ambos são irmãos numa sociedade consumista que contamina a Ordem. O problema nosso na verdade, hoje é um só: Um país diferente para nossos filhos!

    Curtir

  12. Fabian disse:

    Excelente. .. comparto plenamente su pensamiento.

    Curtir

  13. Reinaldo grassi disse:

    Sem contar que muitas lojas ainda não distinguem maçonaria e clube de serviços. É jantar social , edição de revistas comemorativas…. E os bate-papos são sobre viagens, carrões etc. Tudo, menos assuntos ligados à Ordem.

    Curtir

  14. Marcos Cebola disse:

    Pontos de vista devem ser respeitamos. Evidentemente q parte da exposição merece reflexão. Contudo, quanto ao adesivo sou favorável à utilização. Em uma ocasião eu estava passando por um local e vivenciei uma colisão e discussão entre uma jovem q estava num veículo com o Adesivo da Maçonaria e outros três jovens em um outro veículo. Parei e disse que conhecia o pai ou marido dela, e se estava tudo bem. Aí eu apontei para o Adesivo e ela disse q era do Pai o veículo e ele era maçom. Então conduzi a situação e resolvemos o impasse. A partir daí coloquei os adesivos nos meus carros, porque acredito q minha esposa e minha filha poderão ser favorecidas em certas situações.

    Curtir

  15. José Marcos de Oliveira disse:

    O que torna a Maçonaria inoperante são seus membros e não a vulgarização dos símbolos.

    Curtir

  16. Jose Maria Teixeira disse:

    Tenho pouco conhecimento para falar sobre o assunto “Simbologia pouco Secreta”. Deparei no meu caminhar maçonico e profano com situações peculiares. Ver um adesivo em um veiculo não identifica o dono. É comum vermos adesivos de Organizações policiais, maçonicos, dentre outros. E com certeza se estes veículos forem abordados, vamos descobrir que os condutores ou ocupantes desconhecem, na maioria das vezes, do porque daqueles emblemas. Não devemos deixar que as lojas (grupamentos) maçonicas, não venham a transformar em um mero clube de amigos. Que este grupamento seja valorizado pelo seu conceito social. Ser Maçon, não é ser membro de um clube social ou irmandade de buteco.

    Curtir

  17. Ari Emerson Ferreira de Morais disse:

    Concordo que não se deve ostentar o fato de ser um maçon, mas o descrédito na ordem se dá muito mais pela inoperância das lojas que pela ostentação. Quando se fala em enfrentar alguma situação e lutar contra usurpadores da nação, a maioria das lojas se calam, e na maioria das vezes por interesses particulares de seus membros. A prova disso é que dentro da família tenho pessoas que já questionaram o silêncio da ordem sobre o que está acontecendo em nosso país, e convenhamos, algumas tentativas de enfrentamento tem se dado muito mais por posição individual de irmãos que por determinação do comando da ORDEM.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.