Princípio Criador

Deus criando Adão – (William Blake / 1795)

Há na língua portuguesa, palavras que representam coisas ou situações diferentes, mas que são grafados com as mesmas letras. São as palavras homógrafas. Por exemplo, cedo (advérbio, contrário de tarde) cedo (do verbo ceder). Ou país – pais e esta – está, que mudam apenas o acento. Da mesma forma, há vocábulos que tem o mesmo som ou pronúncia, mas com sentidos diferentes. São as palavras homófonas. Por exemplo, passo. Paço, lima (fruta), lima (ferramenta).

O que pensar sobre essas palavras de duplo significado?

Façamos um exercício de especulação filosófica tentando não ferir os fundamentos maçônicos. Apenas devemos pensar e procurar estarmos atentos à essência de uma instrução.

Um dos PRINCÍPIOS maçônicos é crermos na existência de um PRINCÍPIO Criador, sob a denominação de Grande Arquiteto do Universo.

Ressaltamos que esta “crença” não pode ser fundamenta na religiosidade, e sim em um estado psicológico em que o individuo detém uma premissa para a verdade, ou seja, uma convicção, portanto, neste caso especifico, não gera um culto.

Então, o que seria este Princípio Criador? A resposta imediata seria Deus. Mas não sendo a Maçonaria uma religião, como tratar este assunto?

Peço a atenção dos Irmãos para a condição fundamental de aceitarmos um novo membro na Ordem ser que ele creia em Deus. Bastaria, então, usar a palavra Criador:

– Você acredita em um Criador?

A palavra princípio não deve ser compreendida apenas como “começo”, “origem”, “aquilo que vem antes” ou “fonte”, TALVEZ a má interpretação seja baseada na leitura simplista dos três primeiros versículos do primeiro capitulo do Livro de João:

  1. No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
  2. Ele estava no princípio com Deus.
  3. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.

Nosso dever é de assumirmos o papel de livres pensadores, especuladores e sobretudo, procurar o abstrato no concreto.

O universo é regido por leis dinâmicas, estáveis e complementares. O Hermetismo é o estudo de escritos atribuídos a Hermes Trismegisto, “Hermes Três-Vezes-Grande” ou “Hermes Três-Vezes-Poderoso”.

O Caibalion descreve as sete leis herméticas, que, em outra linguagem é apresentada nos labores maçônicos. (A palavra Caibalion seria um derivado grego da mesma raiz da palavra Cabala, que em hebraico significa “recepção”).

  • Lei do Mentalismo: “O Todo é Mente; o Universo é mental”.
  • Lei da Correspondência: “Aquilo que esta embaixo é como aquilo que esta em cima, aquilo que esta em cima é como aquilo que esta embaixo”.
  • Lei da Vibração: “Nada está parado, tudo se move, tudo vibra”.
  • Lei da Polaridade: “Tudo é duplo, tudo tem dois polos, tudo tem o seu oposto. O igual e o desigual são a mesma coisa. Os extremos se tocam. Todas as verdades são meias-verdades. Todos os paradoxos podem ser reconciliáveis”.
  • Lei do Ritmo: “Tudo tem fluxo e refluxo, tudo tem suas marés, tudo sobe e desce. O ritmo é a compensação”.
  • Lei do Gênero: “O Gênero está em tudo: tudo tem seus princípios Masculino e Feminino. O gênero se manifesta em todos os planos da criação”.
  • Lei de Causa e Efeito: “Toda causa tem seu efeito, todo o efeito tem sua causa. Existem muitos planos de causalidade, mas nada escapa à Lei”.

Princípios são regras de condutas, conceitos estabelecidos para reagir perante uma ação ou a inércia.

O Princípio Criador Maçônico não é apenas o verbo, a ação, mas os valores que motivam a criação, a atuação e à disposição da alma, do espírito e do corpo em nos afastar das trevas e difundir a Luz. Ou seja, são nossos valores mais caros, representados simbolicamente por nossos instrumentos.

Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. (João, 1; 4-5 ).

Autor: Sérgio Quirino Guimarães

Sobre Luiz Marcelo Viegas

Mestre Maçom da ARLS Pioneiros de Ibirité, nº 273, jurisdicionada à GLMMG. Membro da Escola Maçônica Mestre Antônio Augusto Alves D'Almeida - GLMMG e da Academia Mineira Maçônica de Letras. Contato: opontodentrodocirculo@gmail.com
Esse post foi publicado em Filosofia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.