O Telhamento e a Expressão Três Vezes Três

Segundo alguns autores essa declaração advém dos antigos canteiros medievais da Franco-maçonaria que saudavam pelo Sinal o Mestre da Obra por nove vezes – “Eu vos saúdo, eu vos saúdo, eu vos”… (repetia-se o procedimento por nove vezes). O número nove associava-se à unidade de proporção do cubo poliédrico – três partes para a largura somadas as três para a profundidade e ainda mais três partes para a altura.

Três desses cubos compostos por três partes iguais na sua largura, profundidade e altura quando sequencialmente unidos nessa proporção perfaziam geralmente o volume do edifício ou o quadrilongo. Essa harmonia proporcional construtiva mais tarde seria muito usada para determinar os limites simbólicos da Loja (Oficina ou Canteiro) da Moderna Maçonaria – um cubo para o Oriente e dois cubos para o Ocidente, ou ainda, um para o Oriente, um e meio para o Ocidente e meio para o Átrio.

Outro provável aspecto originário do termo T∴VV∴T∴ está na saudação oriunda das Lojas maçônicas inglesas no que se refere ao cumprimento às Três Luzes Maiores, às Três Luzes Menores e aos três principais Oficiais, a saber: o Livro da Lei, o Esquadro e o Compasso; O Sol, a Lua e o Venerável (o Sol para governar o dia, a Lua para governar a noite e o Venerável para governar a Loja); os dois Vigilantes e o Guarda do Templo. Assim, o termo T∴VV∴T∴ se reportava também à saudação aos componentes de uma Oficina maçônica daquela época, anterior ao século XVIII e da profusão e aparecimento de Ritos e Trabalhos maçônicos.

Cabe nesse particular uma importante observação: essa conduta não pode ser tomada como exclusividade deste ou daquele Rito, já que a expressão comentada antecede a existência desses na Maçonaria.

Assim o termo T∴VV∴T∴ pela sua importância histórica e dos seus usos e costumes ficaria fazendo parte do complexo ideário maçônico.

Ainda, em se tratando da vertente deísta da Moderna Maçonaria francesa, o termo também se reporta à evolução e aperfeiçoamento da Natureza onde T∴ corresponde a cada ciclo natural (estação do ano) que somados por T∴VV∴ corresponde ao número nove (meses) – a primavera, o verão e o outono. Os três meses de inverno não aparecem por se reportarem a estação em que a Terra fica viúva da Luz. Daí o quadrado de T∴ ou T∴VV∴T∴.

Nesse sentido as tríades se apresentam na Maçonaria em vários aspectos simbólicos, todavia apenas como tríades e não como origem da expressão usada especificamente no telhamento maçônico.

No Real Arco, Arco Real, o Tríplice Tau, Selo de David, etc., são tríades que revelam verdades e lições de ética e moral, entretanto nunca como origem específica da declaração T∴VV∴T∴ no examinador maçônico.

Também nem mesmo Ramsay teria influenciado o REAA nesse particular. O escocesismo simbólico somente tomaria forma a partir de 1804 na França por influência das Lojas Azuis norte-americanas.

Embora essa influência anglo-saxônica no simbolismo do Rito Escocês, este pela sua origem francesa adotaria em seu arcabouço doutrinário a alegoria da evolução da Natureza acima mencionada – note as nove luzes dispostas em grupo de três em três sobre o Altar ocupado pelo Venerável Mestre e as mesas dos Vigilantes.

Concluindo, nunca é demais lembrar que entre as duas vertentes principais da Maçonaria – a inglesa e a francesa – as práticas litúrgicas e ritualísticas dos Ritos e Trabalhos (working do Craft) não raras vezes se diferenciam entre eles, principalmente pelos seus costumes culturais, daí práticas como a do Tríplice Abraço e do próprio Telhamento latino (questionário tal qual conhecemos no Brasil) aplicado no REAA, por exemplo, não podem ser generalizados como artifício único para toda a Maçonaria universal. Como dito, há entre eles práticas diferenciadas e muitas vezes desconhecidas conforme a sua vertente maçônica – anglo-saxônica ou latina.

Autor: Pedro Juk

Fonte: Blog do Pedro Juk

Doação para manutenção do blog

Está gostando do blog, caro leitor? Nossa missão é sempre levar até você textos de qualidade que possam contribuir com seus estudos, o que envolve, necessariamente, alguns custos financeiros. E agora você pode nos auxiliar nessa empreitada! Faça uma doação e ajude a manter o blog funcionando. Para garantir sua segurança utilizamos a plataforma de pagamentos PayPal e você pode contribuir usando o cartão de crédito, para isto basta clicar logo abaixo na bandeira correspondente ao seu cartão. Se preferir, pode também fazer sua doação por transferência bancária em favor de Luiz Marcelo Viegas da Silva, CPF 633.643.366-87, Banco do Brasil, Ag: 2115-6 CC: 14770-2.

R$10,00

Sobre Luiz Marcelo Viegas

Mestre Maçom da ARLS Pioneiros de Ibirité, nº 273, jurisdicionada à GLMMG. Membro da Escola Maçônica Mestre Antônio Augusto Alves D'Almeida - GLMMG Contato: opontodentrodocirculo@gmail.com
Esse post foi publicado em Simbolismo e Símbolos e marcado , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para O Telhamento e a Expressão Três Vezes Três

  1. Os textos do Irmão Juk são sempre excelentes. Eu os leio no JB News, onde retiro instruções para nossa Loja (Liberdade e União 140 – Oriente de Sete Lagoas – MG – GLMMG).

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pedro Nunes disse:

    Artigo interessante, mas poder-se-a dizer que se fossemos desenvolver os cubos poderíamos dizer que faltam, pelo menos 4 da linha direita e 4 das salteadas.

    Curtir

  3. Ronaldo José Luiz disse:

    Também tive a mesma impressão do Ir. Pedro Nunes ,mas, peguei um cubo , desenhei e me convenci da harmonia…um pouco confuso. Gostei de ler a relação com o aperfeiçoamento da natureza,…( Ronaldo j. Luiz ..GLMMG , Loja Sete Colinas 201 , Uberaba MG )

    Curtir

  4. miranda marcos disse:

    Não, mais são tres vertentes, e qual a real?

    Curtir

  5. Romeu Mattar Filho disse:

    Sempre leio textos do ” Ponto dentro do Círculo ” que são ótimos e que muito nos auxiliam.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s