Especulações a Respeito das Iniciações no Futuro

Imagem relacionada

Se projetarmos nossa mente para daqui a cem anos, e através da especulação, da imaginação, utilizando os conhecimentos que temos no presente com relação a evolução da ciência e do avanço do pensamento humano quando houver profundas alterações de valores éticos e morais, dos costumes, reavaliações de princípios, quando o homem conseguir vencer os monstros do seu subconsciente e se tornar bom, enfim, quando souber gozar todo o maravilhoso progresso alcançado nos últimos dois séculos, muitas perguntas nos vêm à cabeça.

Existirão igrejas? Sobreviverão tantas denominações religiosas quanto as que temos no presente? Haverá a necessidade de templos? Qual será a moderna concepção do GADU? A Maçonaria sobreviverá se não mudar e se não se adaptar? As mulheres farão parte da Maçonaria Tradicional? Quando? Existirão doenças incuráveis? E as guerras?Continuarão a ser um dos flagelos da humanidade? E a mente humana como se comportará? Haverá mais Amor, mais Perdão, mais Tolerância nos corações dos Homens? E o paranormal? Conseguirá transpor facilmente a barreira dos cinco sentidos?

Se a civilização nos últimos cem anos, à mercê do avanço tecnológico incrível e fantástico, das invenções que mudaram a história da humanidade, através de uma maior liberdade de expressão e do pensamento, teve um progresso chegando a atual posição, houve pelo menos uma pálida coerência, entre a ciência e a humanidade ainda aceitando os princípios cartesianos que valorizam o racionalismo e o dualismo metafísico. Não estuda um fenômeno como um todo, estuda-o simplesmente em si, em separado. Hoje já se fala na Teoria Holística, onde tudo faz parte do todo.

Entretanto, com o advento da Informática, Internet, Realidade Virtual e outras tantas invenções maravilhosas que estão aparecendo a cada dia, o futuro parece que escapou de vez das previsões dos homens, porque pelo cartesianismo eles não conseguem mais explicar os fatos. No caso, estamos usando a imaginação.

Se analisarmos a revolução que o mundo digital em rede mundial, está provocando, não se tem condições de explicar o que acontecerá daqui há dez anos, o que dirá daqui há cem anos!

Atualmente, já é realidade a projeção através de chips de holografias em qualquer superfície.

Já existe um grupo de cientistas que fazem parte de um movimento chamado Terceira Cultura (The Third Culture) que se dedica a refletir e estudar modelos coerentes com relação à sociedade do futuro. Deveria ter um grupo de maçons fazendo a mesma coisa com relação à Ordem. Como será o seu porvir?

Parece que atualmente, depois da moderna concepção da Teoria da Relatividade e da Física Quântica, a qual já está tendo seus princípios, por analogia, aplicados a outros segmentos da humanidade e não tão somente à Física subatômica ou corpuscular, nos traz no momento maior confusão. Estes princípios são aplicados a fenômenos não visíveis, e onde se coloca tudo como sendo um todo, como uma rede onde o Homem faz parte desta malha. Uma das características dos princípios da mecânica quântica é que temos que primeiro esperar acontecer o fenômeno para depois explicá-lo. É muito importante a maneira como o observador vê e sente o fenômeno. Parece que a realidade virtual se enquadra nesta semelhança.

Como será a parceria do maçom com a Informática já que, ele acostumado a aceitar ensinamentos que há mais de um século não sofreram uma atualização adequada, e agora sem que ele queira ou não, terá à sua disposição um volume inimaginável de informações que receberá, e o que fazer com elas? Como diferenciá-las e usá-las para o seu próprio bem? Esta situação nunca foi cogitada ou imaginada no passado. E ainda considerando-se que a maioria dos maçons do momento atual não está muito interessada na Informática?

Como serão as Iniciações neste futuro que já está entre nós?

Sabemos que já existem recintos cibernéticos onde o indivíduo é introduzido, podendo mover-se livremente sem capacete ou mesmo luvas, usando apenas óculos polarizados num angulo de 360 graus com vários projetores colocados em vários locais. Ele terá uma experiência tridimensional totalmente virtual frente ao programa que está conectado. No caso, digamos que seria esta programação de uma Iniciação. Os maçons atuais já pensaram nisso? Ressalte-se que o cada dia surge mais novidades no mundo digital e que ainda descobertas mais incríveis e espantosas estão por vir.

Imaginem a integração com os elementos da natureza, com os mundos e com o infinito. O neófito viverá uma experiência tão grande que se identificará com tudo isso. A sua aproximação com Deus, ou uma Força Criadora será muito maior.

Teremos Templos ou Centros Cibernéticos de Iniciações? A aproximação com o Uno não será muito maior e mais rápida? Será que o tempo para se chegar mais perto Iniciação real ou virtual (?) será mais breve? Será que a Iniciação virtual não se tornará muito mais real que a Iniciação que hoje temos como tal? A Iniciação virtual não será quase que instantânea? Ficam estas indagações no mente de cada um.

Dizem os enólogos que o vinho fabricado ritualisticamente pelos europeus há milênios, com segredos de fabricação passados de pais para filhos, sendo conservado em tonéis especiais de madeira durante anos para ficar no ponto exato de ser ingerido, sofreu por parte das vinícolas americanas um avanço tecnológico extraordinário. Os americanos fabricam atualmente tonéis de alumínio adaptados pela tecnologia moderna, que conseguem envelhecer a bebida em poucas horas. Ressalte-se que a qualidade dos vinhos americanos é boa e aceitável. Imaginem um velho vinicultor europeu que aprendeu através de muitas gerações de seus antepassados a fabricar vinho daquela maneira artesanal, aceitando tal fato. Ele jamais aceitará. É cultural para ele aquela forma de produzir vinhos. No entanto o moderno processo de rápido envelhecimento de vinho existe e, é uma realidade que não se pode contestar.

Usamos esta analogia para tentar explicar como os maçons que insistem em não tomar conhecimento da Internet, ficarão para trás. Ela veio para ficar. Trouxe um avanço inesperado de vários séculos a frente, para a nossa atual civilização. Estamos perdidos no momento, pois ela está fora do nosso controle, pois não sabemos o que irá acontecer. Teremos que esperar e ver o que acontece.

Já existem Lojas virtuais. A Inglaterra foi o primeiro país a fundar uma Loja virtual, a Internet Lodge nº 9659, em 29/01/1998. Lembrem-se, também foi na Inglaterra em 1884 que foi fundada a primeira Loja de Pesquisas, a “Quatuor Coronati Lodge” n.º 2076 tão combatida no seu tempo, por causa da ousadia daqueles cientistas maçônicos em desfazer mitos, aberrações, invenções, erros, crendices etc. Os ingleses estarão errados?

No Brasil existem duas Lojas que temos conhecimento. A Loja “Futura” fundada em 20/09/1999 em Recife, Pernambuco. Reúne-se a cada dois meses em loja normal e quinzenalmente via Internet. Pertence ao Grande Oriente Independente de Pernambuco.

A outra Loja ‘Cavaleiros da Luz” fundada pelo pranteado Irmão José Castellani, em 13/05/2000 esteve parada um certo tempo e agora ressurge em Florianópolis e as reuniões são realizadas na sala “Loja Virtual” e nela somente ingressam Irmãos pré-cadastrados. A titulo de informação esta Loja “não inicia ninguém” e dela só fazem parte Irmãos da Obediência consideradas regulares. Participam Irmãos de várias partes do mundo.

Será que as lojas virtuais são completamente virtuais, ou terão que ter um suporte não virtual? Serão híbridas?

Atualmente já estão sendo planejados e construídos aparelhos capazes de projetar hologramas e enviá-los para qualquer lugar inclusive em qualquer superfície.

Imaginemos hologramas de Irmãos projetados para um espaço virtual (loja) onde todos os cargos estariam ocupados, todos se enxergariam tal qual uma loja real que estão acostumados a assistir. Impossível? Porque não sonhar?

Por outro lado, se existem Irmãos internautas sérios, será que a maioria dos maçons internautas está usando corretamente a Ética e a Moral que acreditamos que tenham aprendido em suas Lojas-Mãe?

Muitos Irmãos não perceberam que a Internet é um verdadeiro santuário do Saber, da Informação, um verdadeiro Inconsciente Coletivo Cibernético da Humanidade e, no entanto, nos enviam apenas mensagens pornográficas, piadas indecorosas, ao invés de trocarem mensagens inteligentes ou informações à respeito da Ordem?

Sonhando, imaginemos uma Iniciação daqui há cem anos, raciocinando dentro da nossa concepção atual, que a Maçonaria existirá como a imaginamos no momento. Acreditamos em princípio que a Ordem sobreviverá. Por quê? Porque ela sempre foi um corredor iluminado de toda a essência filosófica de todos os tempos. Ela sempre soube selecionar o que houve de melhor de toda sabedoria da humana, enfim, sempre teve uma ala progressista muito grande, que fez com ela continuasse a existir não contando com os retrógrados que se dizem tradicionalistas e que não sabem muito bem o que é Tradição, porque justamente não entenderam a ESSÊNCIA da Ordem.

A Ordem por todas as crises imagináveis e sobreviveu. Não irá sucumbir agora no século XXI.

Bem, joguemos nossa mente no futuro. Ninguém nos poderá impedir de sonhar, de especular, de imaginar, pois ainda não aconteceram os fatos, mas suponhamos que neste tempo vindouro, quinhentos candidatos que responderam a um anuncio na Internet resolvam ser maçons. Porque resolveram serem maçons? Ora, ainda deverá haver resquícios de religiões, e por certo, muitos homens Livres-Pensadores do futuro queiram pertencer a uma sociedade onde não haja o sentimento religioso como meio de desenvolvimento espiritual, mas sim a razão e o estudo para se chegar ao mesmo fim, ou seja, ao GADU. Acreditamos que não haverá mais necessidade de sindicância, pois ao responder ao anúncio da loja (?) ou Centro Cibernético Maçônico se terá imediatamente o perfil do candidato cadastrado. O qual será instantaneamente aprovado ou rejeitado. Todo cidadão será um número.

Como imaginaríamos então esta Iniciação? É claro que não será nos mesmos moldes hoje considerados tradicionais. Ela possivelmente demorará apenas alguns minutos, talvez segundos ou será quase que instantânea. Vamos imaginar que os candidatos se dirijam para tal Centro em horário previamente marcado para serem iniciados. Talvez nesta época, nem existirá mais a palavra Iniciação. O termo poderá ser “A expansão maçônica mente”, ou outro termo adequado para aquele tempo.

O candidato receberá um medicamento, uma pílula, uma psico droga a qual não causará qualquer tipo de efeito secundário, cuja ação medicamentosa terminará assim que o candidato vivencie o programa instalado. Este medicamento ajudará a causar uma expansão da mente, mais precisamente através das ondas “alpha”, seguidas das ondas “beta”. Dentro do recinto, onde tudo será virtual, a fantástica experiência impregnará de tal forma a mente do Iniciando que ele viverá uma integração total com a natureza e com o próprio GADU. Ele sentirá como se a natureza fosse ele próprio. Lá ele será fogo, será ar, será água será terra, será plasma chamado por alguns, como o quinto estado da metéria. E nessa aventura, nas profundezas da mente ele se sentirá uma partícula consciente do GADU. Andará por todo o Universo; caminhará por entre e as estrelas; visitará galáxias distantes; entrará no átomo; se sentirá no âmago de uma folha verde; será uma formiga; uma bactéria; aprenderá com os Sábios e encontrará o Conhecimento. Tudo isso acontecerá dentro de poucos minutos ou segundos. Ele será o dono, o senhor da ESSÊNCIA da própria vida e da própria alma, criação inequívoca do GADU. Será o maçom triunfante do futuro. Pena que eu não esteja lá. Nasci antes desse tempo, resta-me apenas o direito de imaginar. Mas gostaria de estar lá quando acontecer algo semelhante ao que eu estou vislumbrando. Coisas da imaginação.

Resta-me, pois, apenas o tímido consolo, ainda que ousado, de sonhar com a Maçonaria do futuro. Não quer dizer que ela será exatamente como eu estou imaginando, mas que continuará grandiosa, não tenho dúvidas. Teremos outros paradigmas.

Autor: Hercule Spoladore

Fonte: JB News

Anúncios

Sobre Luiz Marcelo Viegas

Mestre Maçom da ARLS Pioneiros de Ibirité, nº 273, jurisdicionada à GLMMG. Membro da Escola Maçônica Mestre Antônio Augusto Alves D'Almeida - GLMMG Contato: opontodentrodocirculo@gmail.com
Esse post foi publicado em Maçonaria e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Especulações a Respeito das Iniciações no Futuro

  1. Magalhães disse:

    Pensemos no que seria a Era de Aquário ?

    Curtir

  2. Pingback: Especulações a Respeito das Iniciações no Futuro — O Ponto Dentro do Círculo | PELOTAS OCCULTA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s